Rede de Observatórios de Segurança

Políticas de segurança

Mortes oficiais, uma tragédia fluminense

event 29 de novembro de 2019

Análise do Observatório da Segurança – RJ sobre os dados oficiais de outubro de 2019 Os dados sobre segurança pública e criminalidade do Instituto de Segurança Pública (ISP), divulgados na segunda-feira, 25, não deixam dúvida: nunca as polícias do Estado do Rio de Janeiro mataram tanto. Em 2018, de janeiro a outubro, 1.310 pessoas morreram […]

SP: União das periferias por políticas que promovam a vida

event 28 de novembro de 2019

Em 1996, o Jardim Ângela foi apontado em um estudo da ONU como o bairro mais violento do mundo. No ano seguinte, a paróquia Santos Mártires e o Centro de Direitos Humanos e Educação Popular de Campo Limpo começaram a mobilizar a população local para uma caminhada em defesa da vida no dia de Finados.  […]

Uma democracia crivada de balas

event 25 de novembro de 2019

Se o assassinato é a forma mais extrema de violência, os discursos de ódio são a porta de entrada para o processo de desumanização das vítimas em potencial.

Rio de Janeiro: articulação para produzir mudanças

event 23 de novembro de 2019

Por Salvino Barbosa* A nova conjuntura do Rio de Janeiro, marcada pela ascendência do ultraconservadorismo, tem apresentado uma série de novos desafios para a sociedade civil organizada, em especial em relação à segurança pública. Se já vínhamos em uma crescente militarização do cotidiano, hoje esse discurso político alcançou o poder, no Rio de Janeiro e […]

Rio de Janeiro: letalidade policial alarmante não produz resultados

event 23 de novembro de 2019

Por Anabela Paiva, Bruna Sotero, Marcos Vinicius de Araujo, Pablo Nunes, Pedro Paulo da Silva, Salvino Oliveira e Silvia Ramos* Há basicamente dois modos de olhar para a segurança pública do Rio de Janeiro em 2019: dizer que nada mudou em relação às políticas anteriores (muita operação, pouca inteligência, muita violência policial), ou considerar que […]

A efetivação da participação social na política estadual de segurança pública em Pernambuco

event 23 de novembro de 2019

Por Deila Martins* O estado de Pernambuco conta com um Plano Estadual de Segurança Pública intitulado de Pacto pela Vida,[1] elaborado no ano de 2007 de forma pioneira, com a participação da academia, setores do Sistema de Justiça Criminal, do governo estadual e da sociedade civil organizada. Nesse processo, a sociedade civil contribuiu fortemente na construção […]

PE: experiência do pacto pela vida ensina que participação social é essencial na segurança pública

event 23 de novembro de 2019

Por Alana Freitas e Edna Jatobá* No início dos anos 2000, Pernambuco dividia com Alagoas, Espírito Santo e Rio de Janeiro os primeiros lugares no ranking das taxas de violência letal.  A imagem negativa que essa primazia trazia para o estado e o sentimento crescente de insegurança na sociedade terminaram por inserir o tema da […]

Ceará: Fórum Popular reivindica participação nas politicas de segurança

event 23 de novembro de 2019

Um elemento comum aos modelos de segurança pública bem-sucedidos é a concepção de que a sociedade civil pode atuar como parceira no enfrentamento das questões ligadas à criminalidade e à violência. Vivemos hoje uma efervescência de coletivos e movimentos que buscam ampliar a participação popular sobre os rumos dados à política de segurança. Um bom […]

Ceará: denúncias de tortura nas prisões, ataques nas ruas, homicídios em queda

event 23 de novembro de 2019

Por Ana Letícia Lins, César Barreira e Ricardo Moura* O segundo mandato do governo Camilo Santana teve início com um alinhamento entre as políticas de segurança pública e prisional. Alvo de denúncias por maus-tratos e tortura nos presídios do Rio Grande do Norte, o policial civil Mauro Albuquerque assumiu a recém-criada Secretaria de Administração Prisional […]

Participação social na Bahia: A eficácia da ineficiência

event 23 de novembro de 2019

Em fevereiro de 2015,  nove policiais militares foram acusados de matar 12 jovens negros no bairro do Cabula, em Salvador. O governo e a Justiça baiana buscaram um desfecho rápido para o caso, em que, num primeiro momento, todos os agentes foram absolvidos. “[A polícia] é como um artilheiro em frente ao gol que tenta […]