Rede de Observatórios de Segurança

Políticas de segurança

Nota: enquanto contamos corpos, Cláudio Castro cria falsa sensação de controle do estado ampliando operações policiais em ano eleitoral

location_on
event 22 de julho de 2022

A Rede de Observatórios da Segurança acompanha com profunda consternação a escalada de terror promovida em comunidades pelo governo do estado do Rio de Janeiro. Há cerca de dez dias assistimos uma onda de ações violentas e uma contagem de corpos em Manguinhos, Prazeres, Macacos, Lapa e Alemão. Nesta quinta-feira, dia 21, ao menos 18 […]

Secretário de Segurança está errado: Bahia é um estado letal em números

location_on
event 19 de julho de 2022

O Secretário de Segurança Pública da Bahia, Ricardo Mandarino, lançou o desafio: provar que o estado baiano está entre os maiores índices de violência do país, porque ele não acredita nisso. A declaração do titular da secretaria aconteceu na última sexta-feira (15), mesmo dia em que três disparos tiraram a vida de um jovem de […]

Nove anos do Caso Amarildo: Estado ainda não pagou indenização

location_on
event 14 de julho de 2022

Por Nathália da Silva*    Cadê o Amarildo? Neste 14 de julho, completam-se nove anos do desaparecimento do pedreiro Amarildo Dias de Souza. Apesar da condenação do Estado, a viúva e os filhos não recebem a indenização prevista. O caso acendeu o debate sobre como as forças de “pacificação” atuam violentamente nas favelas.  Amarildo era […]

Armas de Fogo: governo faz lobby e copia legislação dos EUA

event 25 de junho de 2022

Por Ricardo Moura* Convidado pelo então presidente Castello Branco para assumir a embaixada brasileira nos Estados Unidos, o político baiano Juracy Magalhães cunhou uma frase que o imortalizaria: “O que é bom para os EUA é bom para o Brasil”. Por mais colonizada que seja, a expressão é levada à risca no que diz respeito […]

São Paulo: a cracolândia e a insegurança são questões estruturais

location_on
event 10 de junho de 2022

Por Francine Ribeiro* A situação da cracolândia em São Paulo revela um incômodo generalizado da ausência de proteção do Estado, que quando aparece, vem com seu braço armado dispersar as pessoas que não têm acesso ao direito à moradia. Sem opções, acabam por criar essa espécie de região comum de desabrigados em determinadas ruas da […]

Câmeras nas fardas não são “bala de prata”

location_on
event 4 de junho de 2022

Por Thalitta Lima* e Pablo Nunes** No dia 30 de maio de 2022, 1.637 policiais de nove batalhões da polícia militar do Rio de Janeiro, boa parte localizados na Zona Sul da cidade, começaram a testar as câmeras corporais (bodycams) em suas fardas. A tecnologia foi entendida como uma grande solução para problemas latentes de […]

A ditadura policial militar nas favelas já começou?

location_on
event 17 de maio de 2022

Por Silvia Ramos* O caveirão, temido blindado da polícia civil do Rio de Janeiro, entrou na favela do Jacarezinho, Zona Norte do Rio, na última quinta-feira, dia 11, com o objetivo de destruir a memória dos mortos na maior chacina policial do estado numa cena de truculência, ousadia e provocação. A polícia demoliu um memorial […]

Morte de policiais na Bahia também é consequência da falida guerra às drogas

location_on
event 14 de maio de 2022

Por Luciene Santana e Larissa Neves* No último final de semana, em 24 horas, quatro agentes da Polícia Militar da Bahia foram baleados em Salvador. Três deles morreram. Os policiais são colocados na ponta da Segurança Pública para resolver questões que não deveriam ser tratadas com armamentos e tiros, visto que são questões estruturais, é […]

Um ano da chacina do jacarezinho: Cláudio Castro usa favela como capital político

location_on
event 6 de maio de 2022

Por Pedro Paulo da Silva*  O dia 6 de maio de 2021 é central para entender como o Jacarezinho se tornou a ‘favela-foco’ no presente. Foi nesse dia que ocorreu a maior chacina policial realizada pelo Estado do Rio de Janeiro, com 28 pessoas mortas. A notoriedade nacional e internacional dada à chacina policial, tanto […]

Caso Heloysa Gabrielly: quando a guerra vale mais do que a vida

location_on
event 16 de abril de 2022

Por Edná Jatobá* Heloysa Gabrielly (6 anos) foi morta enquanto brincava na frente da casa de sua avó, no dia 30 de março, na comunidade de Salinas/Porto de Galinhas, Região Metropolitana do Recife. Naquele mesmo dia, acontecia uma das muitas operações policiais na comunidade e a menina acabou sendo morta com uma bala no peito. […]