Rede de Observatórios de Segurança

Rede de Observatórios de Segurança
Em 2015, a criação

Bahia: INNPD se dedica à justiça racial e econômica

Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas inaugura atuação em pesquisa

Leia mais

25 anos de atuação
Fontenele

Ceará: LEV é referência em segurança pública

Laboratório monitora violências e colabora em projetos de políticas para o estado

Leia mais

35 anos em atividade
Eric Gomes

Gajop: participação popular no debate sobre segurança

Organização enfatiza a defesa de direitos de crianças e adolescentes

Leia mais

19 anos de pesquisa
Bruno Itan

CESeC: pesquisa, estudos e projetos em segurança e violência

Depois do Observatório da Intervenção, Centro articulou rede de monitoramento

Leia mais

30 anos de estudos
Daniel Arroyo

NEV-USP acompanha os dados de SP

Organização já registra homicídios através do projeto Monitor da Violência

Leia mais

Cinco organizações, em cinco estados,
conectadas para monitorar e analisar dados sobre
segurança pública e direitos humanos.

Destaques

Da Uniseg ao Proteger: os caminhos sinuosos da segurança pública

Por Ricardo Moura* Sem alarde, a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) publicou, no Diário Oficial do Estado do último dia 23, a portaria que cria o Programa de Proteção Territorial e Gestão de Riscos (Proteger). Segundo o documento, a medida tem como objetivo principal “a efetivação do direito à segurança dos moradores […]

Leia Mais

O que há por trás das mortes de policiais?

Por Ricardo Moura* Em plena pandemia, o Ceará assistiu a uma série de ataques cometidos contra agentes das forças de segurança do Estado. Três policiais militares da ativa e um ex-PM foram assassinados em uma semana. Há registros ainda de roubos e ataques contra PMs, policiais penais e guardas municipais. Os crimes ocorrem paralelamente a […]

Leia Mais

Crimes contra patrimônio crescem; roubos a pessoas caem durante o isolamento social

Por Ricardo Moura* Os homicídios são o principal indicador em se tratando de estatísticas criminais por, pelo menos, dois motivos: referem-se ao nosso bem mais valioso, a vida, e são menos subnotificados. Já mostrei neste espaço que, no Ceará, os assassinatos aumentaram durante o isolamento social na comparação com o mesmo período do ano passado. […]

Leia Mais

Máquina de matar

Silvia Ramos, Anabela Paiva e Pablo Nunes* Na semana passada, as polícias do Rio de Janeiro mataram 17 pessoas em operações. A sucessão de mortes violentas e chocantes registrada nesses últimos dias demonstra que as operações policiais, e por extensão as polícias fluminenses, se tornaram instrumentos de terror. João Pedro Mattos, de 14 anos, em […]

Leia Mais

Observatório RJ analisa mortes em operações durante a pandemia

A sucessão de mortes violentas nos últimos dias no Rio de Janeiro demonstra que as polícias fluminenses se tornaram instrumentos de matança e terror. O foco em operações violentas e bélicas, especialmente em um momento em que a pandemia tornou mais agudas as dificuldades das comunidades, é incompatível com o principal papel das forças policiais: […]

Leia Mais